AVAC

Projetamos e instalamos sistemas de AVAC - Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado, conjugando os fatores arquitetónico, orçamental e requisitos do cliente.

Aquecimento

grafico_perfil_avac

Aquecimento com vista a elevados padrões de conforto conduz-nos sempre a sistemas radiantes, na sua grande maioria através de pavimento radiante, porque é aquele que nos garante a obtenção de um perfil de temperatura mais próximo do ideal - pés quentes e cabeça fresca e garante uma estabilidade de temperatura ao longo do dia, em resultado da inércia térmica do pavimento.

O sistema mais utilizado no pavimento radiante é o hidráulico, sendo também possível utilizar o sistema elétrico com o mesmo resultado, mas muito penalizante do ponto de vista energético e exigindo elevadas potências elétricas contratadas.

O sistema hidráulico possui a vantagem de permitir a utilização de múltiplas fontes de calor, nomeadamente energia solar térmica, biomassa (caldeira pellets ou recuperador de calor a lenha), bomba de calor ou caldeira a gás.

As unidades de ar condicionado de expansão direta, vulgarmente designados por sistemas split, multi-split ou VRV em função da dimensão, também dispõem da função aquecimento através da inversão de ciclo frigorífico designada por funcionamento em modo de bomba de calor.

As unidades de ar condicionado – bomba de calor, possuem um desempenho energético elevado, mas apresentam lacunas importantes ao nível do conforto na medida em que aquecem o ar, e o ar quente tem tendência a subir em resultado da menor massa volúmica relativamente ao ar frio. Outro inconveniente destes sistemas é a reduzida inércia de funcionamento, obrigando a que o sistema esteja permanentemente em funcionamento.



Ventilação

A ventilação mecânica aplica-se em sistemas de climatização, de renovação de ar, de exaustão de fumos de cozinhas e de extração de poluentes ou calor resultante de processos industriais.

O dimensionamento destes sistemas visa mais uma vez a conciliação de fatores arquitetónicos e ambientais, existindo nesta área em particular uma preocupação com o ruído aerodinâmico associado à velocidade de escoamento do ar no interior das condutas, a sua velocidade de impulsão nas grelhas, e os sistemas de controlo que influenciam o consumo elétrico dos ventiladores.



Ar Condicionado

Por ar condicionado, entende-se um sistema que efetua o controlo da temperatura e da humidade relativa do ar, em particular no modo de arrefecimento uma vez que no capítulo do aquecimento estas unidades já foram abordadas.

O efeito de arrefecimento consegue-se com recurso à utilização do ciclo frigorífico de compressão de vapor, sendo este o princípio de funcionamento da generalidade das máquinas de ar condicionado existentes no mercado, diferindo apenas entre si na forma de remoção da carga térmica dos espaços.

Por convenção, frio é a ausência de calor, e o que estes sistemas efetuam é a remoção do calor, ou seja, da carga térmica dos ambientes a climatizar.

A carga térmica divide-se em carga térmica interna e externa. As cargas térmicas internas consistem nos ocupantes e equipamentos elétricos que libertem calor, tais como iluminação e computadores. As cargas térmicas externas são o ar exterior e a radiação solar.

O ar exterior contribui para a carga térmica através das renovações de ar e do aquecimento da envolvente do edifício, e a radiação solar atravessa as superfícies transparentes e incide nas superfícies opacas da envolvente do edifício provocando o seu aquecimento.

Do cálculo das cargas térmicas resulta a potência das máquinas de ar condicionado a instalar em cada situação, sendo por este motivo fundamental apurar com rigor as cargas térmicas em cada caso em vez de se aplicar valores “standard” por unidade de área que resultam nuns casos em sobredimensionamento do sistema (aumento de custos de investimento e baixa eficiência energética) e noutros casos em subdimensionamento do sistema (dificuldade em obter as temperaturas desejadas).

Os sistemas de ar condicionado usualmente utilizados são divididos em sistemas de expansão direta e sistemas a água (chiller e ventilo-convectores).

As unidades de ar condicionado de expansão direta, vulgarmente designados por sistemas split, multi-split ou VRV em função da dimensão, são as mais utilizadas e apenas apresentam três inconvenientes relativamente aos sistemas a água:

  • carga de fluido frigorigéneo mais elevada
  • temperaturas de impulsão do ar mais baixas
  • desumidificação do ar mais elevada.

Em contraponto, apresentam a vantagem de permitir caudais de ar mais baixos e consequentemente condutas de ar de dimensão mais reduzida.